Instituto Banco Palmas |  Pontos de Finanças Solidárias

Pontos de Finanças Solidárias

O Ponto de Finanças Solidárias é uma inovação criada pelo Instituto Palmas, já reconhecida e apoiada pela SENAES[1], adaptado a comunidades que necessitem de serviços financeiros mais ainda não reúnem as condições de organização comunitária e capacidade de gestão necessária à implantação de um banco comunitário[2].

O Ponto de Finanças Solidária têm as seguintes características:

  1. Atuam em comunidades de baixa renda que não têm  acesso a serviços financeiros e bancários;
  2. A gestão é simplificada e realizada diretamente pelo Instituo Palmas, aproveitando as ferramentas e os instrumentos de gestão já desenvolvidos e utilizados pelo Instituto;
  3. Relaciona-se com a comunidade e “presta contas” a um coletivo que já esteja em funcionamento na comunidade, podendo ser, a assembléia de sócios de uma associação, um fórum local, plenárias da comunidade e outros mais representativos;
  4. Oferece, em geral, os seguintes serviços de finanças solidárias: crédito produtivo, , micro seguro,  correspondente bancário e educação financeira;
  5. É mais ágil na execução dos serviços financeiros, uma vez que não desenvolve outras ações complementares próprias dos bancos comunitárias (moeda social, feiras, lojas, incubação);
  6. Com o seu processo de evolução, pode vim a se tornar um banco comunitário, passando-se dessa forma a gestão para uma organização comunitária local.

[1] A SENAES está disponibilizando recursos para o Instituto Palmas criar um PONTO DE FINANÇAS SOLIDARIA em um bairro de Fortaleza, devendo ser inaugurado em agosto de 2011.

[2] O Banco comunitário, embora adaptado para a natureza comunitária, exige uma boa capacidade de gestão por parte de seus adminsitradores. Por operar com crédito e correspondente bancário, convivem diariamente com elevadas quantidades de numerários, o que exige uma gestão profissional e de muito controle contábil e monetário.